Quatro músicas para ouvir contra o Golpe

A música tem um papel fundamental nas grandes lutas populares, na formação de decisões históricas. Sabemos que atualmente o assunto central é o golpe, mas a resistência da cultura sempre teve a capacidade de mobilizar a população, e influenciar nos processos políticos.

Atualmente, no Brasil, passamos por momentos de importantes decisões políticas, e consequentemente novas composições estão surgindo para movimentar a resistência. Por isso nós fizemos uma seleção, e trazemos pra vocês três músicas de bandas contemporâneas que cantam a resistência popular.

1 – Não Vai ter Golpe – Beth Carvalho

A madrinha do samba Beth Carvalho é declaradamente contra o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Para afirmar ainda mais sua posição em defesa da democracia, a cantora lançou o samba “Não Vai Ter Golpe”.

Nos versos, Beth pede para que o povo reaja e honre nossas raízes: “Democracia é o que a gente sempre quis”.

2 – Golpe Não (ou Música Pela Democracia) – Chico César/ Coruja BC1 /Luis Felipe Gama/ Rico Dalasam /Vanessa/ Drik Barbosa /Luis Gabriel

“não não golpe não
quem não teve voto tem de respeitar
não não golpe não
nossa voz na rua vem para lutar”

Esse é o refrão da música puxada por Chico Cesar, com a participação de Edgar Scandurra, João Donato, Arrigo Barnabé, Ava Rocha e tantos outros jovens artistas como Drik Barbosa, Jovem Cerebral, Liga do Funk, Cacá Machado, Alice Caymmi, Rico Dalasam, Taciana Barros, Max Bo, Pequeno Cidadão, Coruja BCI, Guisado, Luis Felipe Gama, Ana Tréa, Lucas Santtana e Fioti.

3 – O Morro Mandou Avisar – Tico Santa Cruz e Flávio Renegado

O músico e compositor Tico Santa Cruz, da banda Detonautas, também lançou uma música em protesto contra o golpe, em parceria com o rapper Flávio Renegado. Tico é um dos artistas mais atuantes na militância contra o impeachment e um dos mais populares nas redes sociais.

A canção diz: “O morro mandou avisar, se a senzala descer ninguém vai segurar…”. Ouça abaixo:

4 – Hino do Povo – Luiz Roberto Silva

Banda Doralice interpretando Hino do Povo, do compositor trespontano Luiz Roberto Silva, no Sarau no Quintal em homenagem às canções que marcaram a história dos Festivais do Brasil.

Luiz Roberto fazia parte do primeiro grupo da cidade que ganhou um festival depois de Jaime Abreu, foi o II FUC – Festival Universitário da Canção, uma promoção de todos os diretórios acadêmicos das Universidades Mineiras Ligadas a UNE-União Nacional dos Estudantes, divididos por regiões de Minas Gerais. O Festival aconteceu em Santa Rita do Sapucaí, em abril de 1981, organizada pelo INATEL, o grupo se chamava “Olho D’Água”

E você? Conhece alguma outra música para incluir na lista? Coloque nos comentários!

Comentários

Comentários

%d blogueiros gostam disto: