Classificados FENAC 2017 – Saiba quem são e onde vão apresentar

A produção do Festival Nacional da Canção divulgou a lista dos classificados FENAC 2017. Estes selecionados apresentarão em seis cidades diferentes de Minas Gerais, para classificar na semifinal. O Canal Ultranativo traz, em primeira mão, todos os classificados e os locais onde apresentarão.

O Festival Nacional da Canção é considerado o maior festival de música do país. Este ano, o evento recebeu cerca de 1.100 músicas, com artistas de 23 estados brasileiros diferentes, mas apenas 100 foram selecionadas para as etapas classificatórias. Em cada cidade serão apresentadas 20 músicas – 10 por dia – e, destas, 4 irão para as semifinais em Boa Esperança, totalizando 20 semifinalistas.

Das produções trespontanas, duas músicas foram classificadas: Vagabundos Iluminados, escrita por Lendro Durazzo e Isabela Morais, e interpretada pela Banda Marginália; e Se a Minha Morena Cantasse, composta por Sérgio Ricardo de Melo e interpretada lindamente pelo Quarteto Morena.

Os intérpretes terão tempo limite de 5 minutos para iniciar a apresentação, com perda de pontuação se o tempo for excedido. Lembrando que as interpretações deverão ser executadas da forma como as músicas foram inscritas, ou seja, com o(s) mesmo(s) cantor (es) e instrumental.

As canções classificadas para as semifinais deverão se reapresentar em Boa Esperança, nos dias 7 e 8 de setembro. No dia 9 de setembro serão apresentadas as 10 finalistas, onde o público também participará com o voto popular.

Lista dos Classificados FENAC 2017

São Lourenço – 28 de julho

  • Jaz ou Jazz – Gui Lopes (Rio de Janeiro – RJ)
  • Filhos da Terra – Fernanda Sant’Anna (Abadia dos Dourados – MG)
  • Tem – Julia Pimenta (Itatiba – SP)
  • Rezalenda – Zebeto Corrêa (Belo Horizonte – MG)
  • Me salva quando me mata – Marcos Valente Marcos Valente (Angra dos Reis – RJ)
  • Quimera não – Carol Naine (São Paulo – SP)
  • O tempo  e a vida – Rodrigo Régis e Tata Alves (Santo André – SP)
  • Eu vos declaro – Fernando Procópio Fernando Procópio e Flavio Galiza (Rio de Janeiro – RJ)
  • Janainamente – Eudes Fraga (Belém – PA)
  • A voz do meu coração – Jonny Barboza e João Correia João Correia (Rio de Janeiro – RJ)

São Lourenço – 29 de julho

  • Pressa – Aline Lessa (Rio de Janeiro – RJ)
  • Passarinho – Lula Barbosa (Belo Horizonte – MG)
  • Eu, eu, eu – Sérgio Oliveira (Belo Horizonte – MG)
  • Amar é sentir dor – Guto Hueb e Luciana Pires (Lençóis Paulista – SP)
  • Rosa dos Ventos – Selma Fernandes (Itapevi – SP)
  • Presença – Sandra Fidalgo (Sorocaba – SP)
  • Eu vim de longe – Luis Dillah (São José do Rio Preto – SP)
  • Amor Retirante – Yousef Neto (Recife – PE)
  • Agulha no Palheiro – Thaylis Carneiro (Cataguases – MG)
  • Provérbio – Carta na Manga  (Mogi das Cruzes – SP)

Extrema – 04 de agosto

  • Falta coragem – Carol Cunha (São Luís – MA)
  • Meu Brasil – Miltinho Edilberto (Extrema – MG)
  • Bossa Paulista – Carla Masumoto (São Paulo – SP)
  • Dizputa – Carol Naine (São Paulo – SP)
  • Aldeia Camaiurá – Davi Assunção (São Paulo – SP)
  • Eu bem que te avisei – Marcos Valente (Angra dos Reis – RJ)
  • Fast food – Isabela Moraes (Caruaru – PE)
  • Catira Triste – Márciamah (Votorantim – SP)
  • Só – Banda Vitrola de Ficha (Porto Velho – RO)
  • Tropicalina – Victo (São Paulo – SP)

Extrema – 05 de agosto

  • Pra você – Gilson Espíndola (Recife – PE)
  • Oásis – Robledo Martins (São Francisco de Assis – RS)
  • Andaluz – Bruno Kohl (Porto Belo – SC)
  • Faca de dois gumes – Ariel Moura e Sandro Livahck (Macapá – AP)
  • Milonga Flor – João Triska (Curitiba – PR)
  • O que amar quer dizer – Raul Misturada e Rhaíssa Bittar (Curitiba – PR)
  • Dama, virgem e pura – O Clown (Divinópolis – MG)
  • O Sol – Ruan Trajano e Daniella Alcarpe (Recife – PE)
  • Idas e vindas – Jack & Ruy (Florianópolis – SC)
  • Rodas – Marcia Cherubin (Santo André – SP)

São Thomé das Letras – 11 de agosto

  • Estranha cor – Itauana Ceribeli (Fortaleza – CE)
  • Curta – Tata Alves (São Bernardo do Campo – SP)
  • Outros terreiros – Ronald Saar e Robertho Ázis (Três Rios – RJ)
  • Eu, nasci pra ser tonal – Di Souza (Belo Horizonte – MG)
  • Diário – Grupo Sá-uva (Formiga – MG)
  • Raízes – Alessandra Crispin (Juiz de Fora – MG)
  • Desalinho – Daniel Conti (Teresina – PI)
  • Tum, tum, tum – Toni Ferreira (São Paulo – SP)
  • O troco – Eric Wilson (Belo Horizonte – MG)
  • Um minuto de silêncio – Duas Casas (São Paulo – SP)

São Thomé das Letras – 12 de agosto

  • Se o rio um dia errar – Kleber Serrado (Porto Belo – SC)
  • Cinzazum – Belliza Luar (Niterói – RJ)
  • Viola Encantada – Agnaldo Araújo e Carlos Kbelo (Campinas – SP)
  • Primeira Nota – Zé Alexandre (Poços de Caldas – MG)
  • Solitária Prece – Gil Damata (Belo Horizonte – MG)
  • Do lado de dentro – Thiago K e Bruna Moraes (São Paulo – SP)
  • Posso Voar – Neto Trindade (São Paulo – SP)
  • Sertão de mim – Diorgem Junior (Governador Valadares – MG)
  • Sagrado e Profano – Beto Santos e Banda (Guarulhos – SP)
  • Vou cancelar meu facebook – Marcia Cherubim e Duda Marsola (Santo André – SP)

Três Pontas – 25 de agosto

  • Olhos de Âmbar – Marie Minare e Dom Rodrí (São Paulo – SP)
  • Vagabundos Iluminados – Banda Marginália (Três Pontas – MG)
  • Lara – Elen Lara (Goiânia – MG)
  • Sonhos movidos à água e vento (Belo Horizonte – MG)
  • Catira Triste – Márcia Mah (Votorantim – SP)
  • Romance – Bilora (Contagem – MG)
  • Censura – Aline Rissuto (Guarulhos – SP)
  • Ritual – Bruno Moraes (São Paulo – SP)
  • O amor nunca deixa de existir – Jatanael Alves e Selma Fernandes (Formiga – MG)
  • Hiroshima, o xote – Márcio Policastro e Daniella Alcarpe (Recife – PE)

Três Pontas – 26 de agosto

  • Meu teremim – Carlos Gomes (São Paulo – SP)
  • Se a minha morena cantasse – Quarteto Morena (Três Pontas – MG)
  • Pra terceira idade – Marcelo Barum e Isabella Prudêncio (São Paulo – SP)
  • Tanto barulho por nada – Arlindo da Paixão (Rio de Janeiro – RJ)
  • Um dia logo – Nano Vianna e Túlio Lima (Vitória – ES)
  • Amor distante – Carol Cunha (São Luís – MA)
  • Vem – Pedro Scalon (Goiânia – GO)
  • Panela Muda – Darwinson (Aparecida de Goiânia – GO)
  • Barracão – Nathália Lima (Brasília – DF)
  • Cupim no meu pinho – Zé Alexandre Gomes e Marcia Cherubin (Santo André – SP)

Guapé – 01 de setembro

  • Lamento do sol – Marlon Vieira (Franca – SP)
  • Rodopiu – Zeca Barreto (São José do Rio Preto – SP)
  • Pacífico – Luiza Gaião, Victor Fernandes e Pedro de Grammont (Ouro Preto – MG)
  • Amor no front – Kico Zamarian (São Paulo – SP)
  • Dose certa – Junior Lacerda (Teresina – PI)
  • O cara do terno preto – Bruno Del Rey  (São Paulo – SP)
  • Desvão – Luis Dillah e Bruna Moraes (São José do Rio Preto – SP)
  • De brasileira para batalha – Lais Marques (Uruçuca – BA)
  • Roma – Cinco Nós (Vitória – ES)
  • Deve estar lá – Duas Casas (São Paulo – SP)

Guapé – 02 de setembro

  • Definitiva – Lígia Cabral (Belo Horizonte – MG)
  • Platônico – Renato Enoch (Belo Horizonte – MG)
  • Não é nenhum segredo – Dois Lados (Belo Horizonte – MG)
  • Ó meu grande amor – Victor Ramos (Rio de Janeiro – RJ)
  • Eu não mereço – Djambê Priscilla (Belo Horizonte – MG)
  • Feitiço Mineiro – Celso Galvão (Goiânia – GO)
  • Nós por nós – Ruan Trajano e Daniella Alcarpe (Recife – PE)
  • Feitiço Mineiro – Celso Galvão (Goiânia – GO)
  • Cupim no meu pinho – Zé Alexandre Gomes e Marcia Cherubin (Santo André – SP)
  • Samaúma – Miriam Pereira e Sandro Livahck (Montes Claros – MG)
  • Décima de reis – Luiz Salgado (Araguari – MG)

Comentários

Comentários

%d blogueiros gostam disto: